• Orientações Covid 19
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário

Corpo de Bombeiros

03/08/2020 13:40

Projeto que recolhe leite materno ajuda mães durante pandemia

Profissionais do 12º e 4° Grupamento de Bombeiros Militar (Salvar e GBM/Itabuna, respectivamente) continuam desenvolvendo, durante o período de pandemia do novo coronavírus, o projeto 'Bombeiro Amigo do Peito'. A iniciativa do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia atende mães que não conseguem amamentar os bebês. Mais 312 recém-nascidos foram beneficiados com 356 litros de leite materno coletados, no primeiro semestre de 2020.

Durante o mês de agosto, quando ocorre campanha nacional 'Agosto Dourado' para conscientizar sobre a necessidade da amamentação exclusiva até os 6 meses de idade, o CBM reforça o trabalho desenvolvido no projeto.

A equipe, formada exclusivamente por bombeiras militares, vai até as residências das mães doadoras, em Salvador e Lauro de Freitas, recolhem os kits com o leite materno e entregam outros para que elas possam fazer a nova coleta. “Antes da doação explicamos como deve ser feita a ordenha de forma segura. A doação é um gesto de amor, pois esse é um alimento essencial para os bebês, principalmente para os prematuros”, explicou a coordenadora do projeto, a subtenente BM Joice Gonçalves.

Diana Cavalcanti é uma das 25 mães que atualmente estão realizando as doações. “Doar leite materno é doar vida, principalmente nessa época de pandemia. Fiquei sabendo do projeto ainda durante a gestação, através de uma amiga que também doava. Estou muito feliz em participar”, destacou ela que também é mãe de outras duas meninas.


ssp

Divulgação CBM

Conforme o Ministério da Saúde, um pote de leite materno doado pode suprir a necessidade de até dez recém-nascidos internados, por dia. Dependendo do peso do bebê, cerca de 1 ml já é o suficiente para nutri-lo. Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a um rigoroso controle de qualidade antes de ser oferecido a uma criança.

Cuidados – Em tempos de pandemia, os cuidados com as entregas e coletas dos kits aumentaram. “Transportamos vidas para os prematuros, por isso intensificamos os protocolos de segurança. Na maioria das coletas, a equipe não chega nem a entrar na residência, realizando a entrega e coleta na porta das casas ou portarias dos condomínios. Além disso, nossas militares estão sempre com máscaras de proteção e luvas”, explicou o major BM Rogério Cerqueira.

Como ser doadora – Mães que quiserem se tornar voluntárias devem ligar para os bancos de leite das maternidades Climério de Oliveira (71 3283-9264) e Iperba (71 3103-9304). O projeto conta, ainda, com as doações de potes de vidro com tampa plástica, que podem ser levados a qualquer unidade do CBMBA, na capital baiana e Lauro de Freitas.


Agosto Dourado – A campanha teve origem a partir de um encontro entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no ano de 1991, cujo objetivo era elaborar ações a nível mundial para conscientizar sobre a importância da amamentação até pelo menos os dois anos de idade. A Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM) acontece de 1 a 7 de agosto em vários países.

No Brasil, a Semana de Aleitamento Materno é comemorada desde 1999. No ano de 2017, foi sancionada a Lei nº 13.435, que institui agosto como o Mês do Aleitamento Materno.


Fonte: Ascom CBM

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.