• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor
  • SIGIP

Segurança Pública

13/09/2017 15:10

BCS do Bairro da Paz festeja cinco anos de fundada

Com serviços sociais direcionados à comunidade, a Base Comunitária de Segurança do Bairro da Paz comemorou, nesta quarta-feira (13), cinco anos de fundada num evento em que reuniu voluntários com especializações nas áreas de saúde, jurídica e financeira, dentre outras.


Em parceria, pelo segundo ano consecutivo, com o grupo de ensino superior 'DeVry Brasil', a solenidade disponibilizou atendimentos nos âmbitos de Fisioterapia, Nutrição, Enfermagem, Odontologia, Farmácia, Engenharias Ambiental e Civil, Arquitetura, Direito e Administração.


"O maior desafio da base sempre foi mostrar para as pessoas do bairro que a intenção é ajudá-las e orientá-las a seguirem o caminho certo e, graças a Deus, elas têm entendido. Faço uma retrospectiva de como tudo começou e vejo grandes mudanças," revelou o comadante da BCS, capitão PM Henrique Alves.


Durante a comemoração, os moradores foram contemplados com testes rápidos de HIV, gravidez, sífilis, hepatites B e C, vacinas contra hepatite, febre amarela e HPV, aplicação de flúor, avaliação muscular, verificação de glicemia e arterial, além de agendamento para consultas médicas.


Residente no Bairro da Paz há aproximadamente há 25 anos, a dona de casa Carmelita Lopes de Sousa, 59 anos, contou sobre as mudanças ali ocorridas a partir da presença da base comunitária. "Sou vizinha da BCS e fico à vontade para dizer que esses policiais trouxeram boas coisas para nós. Da janela, vejo os alunos da base e percebo que eles estão ocupando o tempo sempre com algo interessante," pontuou.


Instalada desde 13 de setembro de 2012, a BCS/Bairro da Paz promove ações diversas direcionadas à comunidade, aproximando-a da Polícia Militar e contribuindo para o desenvolvimento local. Dentre os projetos da BCS estão o 'Arte é Vida', 'Karatê do Saber,' 'Pré-Ifba', 'Curso Preparatório para concurso da PM' e 'Universidade para Todos'. As aulas são ministradas na sede da base e a maioria tem policiais militares como instrutores.


"Aprendi com meu professor de karatê a ser mais responsável e comprometida. Até porque ele não ensina técnicas esportivas, mas ética, educação e muitas outras coisas. Evoluí muito, em todos os sentidos, com as aulas das quais participei", declarou Greice Kelly Pimentel dos Santos, 15 anos, aluna do projeto 'Karatê do Saber'.


Fonte: ASCOM/ Silvânia Nascimento

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.