• Prêmio de boias práticas 2017
  • Banner Recadastramento do Servidor
  • SIGIP

Polícia Civil

19/06/2017 16:00

Atendimento nas delegacias é classificado como bom e ótimo

Em pesquisa de satisfação realizada em 22 delegacias de Salvador, 64% dos entrevistados classificaram o atendimento como 'bom' e 'ótimo'. Elaborado pelo Conselho de Qualidade do Serviço Público (Conquali), o levantamento ouviu 6.174 pessoas atendidas nas unidades policiais da capital, entre setembro de 2016 e janeiro de 2017.

 

A pesquisa avaliou itens como instalações físicas das delegacias, tempo e qualidade do atendimento prestado, limpeza, acessibilidade, prestação de informações, dentre outros assuntos. Criado para avaliar a qualidade da prestação do serviço público, o Conquali é um comitê formado por representantes de seis órgãos estaduais, capitaneado pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb). O grau de confiança no levantamento é de 95%. 

 

O resultado da pesquisa foi apresentado para os conselheiros do Conquali, que aprovaram um plano de ação para implementar medidas nas delegacias, a partir das sugestões e críticas feitas pelos entrevistados. Os dados da pesquisa vão ser usados para pautar as políticas públicas e aprimorar a serviço prestado ao cidadão.


O secretário da Administração, Edelvino Góes, ressalta a importância do Conselho de Qualidade do Serviço Público. “É um instrumento extremamente relevante para a administração estadual, pois faz o acompanhamento da gestão pública através de ferramentas, como pesquisas de satisfação, que medem a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos, destacando os pontos positivos e apontando oportunidades de melhorias”, afirma. 


Já o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito, considera extremamente positivo o resultado da pesquisa, indicando os pontos positivos no serviço prestado pela Polícia Civil à população. “Ao termos isso devidamente registrado, acabamos confirmando que estamos no caminho certo na nossa missão”, declara. 


Territoriais e especializadas


A pesquisa foi aplicada por entrevistadores do call center da Ouvidoria Geral do Estado (OGE), em parceria com o Conquali. As 22 delegacias foram escolhidas aleatoriamente, dentro do universo das 27 unidades situadas em Salvador (Delegacias Territoriais e Especializadas). Para aferir a qualidade dos serviços disponibilizados na Polícia Civil, os 6.174 entrevistados foram ouvidos depois de receberem atendimento.

 

Os números levantados foram tabulados pela Superintendência Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) e a pesquisa teve como objetivo a identificação de melhorias nos serviços prestados, a verificação das necessidades dos usuários para implantação de políticas públicas, além da padronização e do aperfeiçoamento dos processos e métodos utilizados para assegurar a efetividade.

 

O levantamento foi realizado em seis delegacias especializadas e em 16 territoriais. O atendimento das unidades especializadas foi classificado como 'bom' e 'ótimo' por 65% dos entrevistados, registrando um pequeno percentual à frente das territoriais (63,7%).

 

Na avaliação geral, 66,6% usuários consideraram o tempo de atendimento como 'bom' e 'ótimo'. Já a postura dos policiais foi classificada como 'boa' e 'ótima' por 76,9% dos entrevistados. A qualidade da informação prestada também teve índice satisfatório (75,5% de 'bom' e 'ótimo'). Limpeza das delegacias obteve 57,7% de opiniões favoráveis, seguido pela iluminação (56,8%) e das acomodações (49,7%).


Os entrevistados fizeram algumas criticas e deram sugestões para melhoria do atendimento nas delegacias, a exemplo da implantação de um sistema de Boletim de Ocorrência Eletrônico (BO). Com ele, o usuário não precisaria retornar à unidade da Polícia Civil para pegar o registro da ocorrência, podendo retirá-lo virtualmente.



Fonte: Ascom/Saeb

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.