• Mutirão de Cirurgias
  • Programa Primeiro Emprego
  • Governo - Hospital N. S.do Bom Sucesso em Cruz das Almas
  • Governo - Anel Viário de Candeias

Pacto Pela Vida

10/02/2017 15:40

BCS oferece serviços de saúde e lazer para população em Camaçari

Uma série de atividades movimentou a Base Comunitária de Segurança na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) nesta sexta-feira (10). Polícia Militar e comunidade em trabalho conjunto para oferecer um dia de saúde, esportes e lazer para a população e vizinhos do bairro PHOC II, na I Feira de Saúde e Ação. 

Serviços como vacinação, aferição de pressão arterial, orientações sobre saúde da mulher e cuidados odontológicos foram ofertados aos moradores. Outras atividades como esportes, roda de capoeira e sessões de cinema com filmes educativos também atraíram crianças e jovens para a BCS.

Líderes comunitários e profissionais de saúde da região organizaram a feira com o apoio do comando da Base Comunitária, que é liderada pelo Capitão Albert Nogueira. “As lideranças dos bairros vizinhos acharam interessante a iniciativa e mobilizaram a população. O grande pilar do policiamento comunitário é a parceria com a comunidade, então a gente procura envolver eles em tudo que a gente faz. Essa ação caiu como uma luva para esse propósito. Quando a comunidade abraça a causa o que a gente precisa é basicamente dar um suporte”, disse Nogueira.


A dona de casa Eliete Santana aproveitou a oportunidade para atualizar a vacinação, conferir como está a pressão arterial e aprender mais sobre como cuidar do próprio corpo no estande sobre saúde da mulher. “Eu achei uma maravilha, uma coisa diferente, perto de nossa casa e beneficia a todos os moradores. Estão de parabéns, é algo que nós estávamos precisando”, contou Eliete.


Integração com a comunidade

A BCS Camaçari foi criada em setembro de 2014, como parte das ações do Programa Pacto Pela Vida, do Governo do Estado. Desde a criação, está sob o comando do Capitão Nogueira, que destaca o avanço positivo na relação com a comunidade após mais de dois anos de trabalho. “A gente percebe a população cada dia mais próxima da polícia. Hoje eles se aproximam da gente e se comunicam de uma forma tranquila, não há mais aqui em nossa área aquele tabu de não poder sequer cumprimentar. Isso demonstra que a população percebe a polícia como um membro de sua comunidade”, acrescentou o comandante. 


Fonte: Secom

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.